Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ministros europeus das Finanças falam em risco de recessão

NICE, França (Reuters) - Os ministros das Finanças da Europa disseram nesta sexta-feira que subestimaram a crise liderada pelos problemas econômicos dos Estados Unidos, mas evitaram grandes projetos de gastos para tirar suas economias da beira da recessão. Eles prometeram evitar pacotes de estímulo econômico baseados em elevados gastos públicos --recurso usado por Washington-- e disseram que se focarão no controle da alta da inflação enquanto realizam esforços modestos para conter uma forte desaceleração econômica.

Reuters |

'Quase todos foram surpreendidos pela contração econômica que observamos desde o início do verão (no hemisfério Norte)', disse Jean-Claude Juncker, presidente da reunião dos ministros, em conferência. 'Fomos afetados pela desaceleração da economia mundial', acrescentou.

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, disse, na mesma ocasião, que a inflação está muito alta e seria um erro elevar muito os salários em resposta ao aumento dos preços, porque isso poderia tornar a situação ainda pior.

'Particularmente insistimos na necessidade de evitar efeitos secundários', disse ele.

A reunião ocorre dois dias após novas estimativas da Comissão Européia mostrarem que Alemanha, Espanha e Grã-Bretanha devem entrar em recessão e que o crescimento na região ficará perto da estabilidade.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG