Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ministros de Finanças da UE pedem ampliação de empréstimos a bancos

Bruxelas, 19 jan (EFE).- Os ministros de Finanças da zona do euro (Eurogrupo) pediram hoje às entidades financeiras para promoverem a concessão de empréstimos, pois, se não fizerem isso, as medidas contra a crise adotadas pelos Governos não terão o efeito procurado.

EFE |

"O crédito tem que circular", afirmou ao fim do encontro o primeiro-ministro luxemburguês e presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, que admitiu que houve algumas melhoras nesta questão, mas que ainda não são suficientes.

Em sua reunião mensal, os responsáveis da política econômica da União Econômica e Monetária (UEM) comentaram as novas previsões da Comissão Europeia (CE, orgão executivo da União Europeia) e, apesar de algumas diferenças pontuais, concordaram com o cenário pessimista desenhado, segundo explicou Juncker.

A CE prevê uma contração de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro este ano e uma ligeira alta, de 0,4%, para o próximo.

Também foram debatidas as conseqüências que a desaceleração e as medidas conjunturais de reativação terão sobre as finanças públicas.

A Comissão acredita que o déficit médio na zona do euro subirá até 4% do PIB em 2009 e 4,4% em 2010, e espera que 11 dos 16 membros incorreram este ano ou no próximo em déficit excessivo (acima de 3% do PIB).

Sobre a questão, o ministro luxemburguês assegurou que todos os ministros reiteraram hoje seu compromisso com os princípios do Pacto de Estabilidade e Crescimento.

Juncker ressaltou que o Pacto, após a reforma de 2005, inclui todos os elementos de flexibilidade necessários para um contexto de crise como o atual.

Agora, a CE começará a analisar os programas e planos de estabilidade anunciados e remetidos pelos países, que já recolhem os planos de resgate dos bancos e de reativação, e no dia 18 de fevereiro a Comissão preparará as primeiras recomendações para os países que ultrapassarem o limite de 3% do PIB. EFE epn/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG