Pisa (Itália), 10 out (EFE).- Os ministros de Exteriores da Itália, Franco Frattini, e da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, confirmaram hoje que haverá uma reunião urgente dos chefes do Governo da zona do euro a fim de coordenar as políticas para enfrentar a atual crise financeira.

Respondendo à pergunta de se a reunião podia ser este domingo, Frattini disse "não ter os detalhes", mas assegurou: "a de Paris será uma reunião de máximo nível; ou seja dos chefes de Governo da zona do euro".

Moratinos, por sua vez, disse que o anúncio tinha sido feito pelo chefe do Executivo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, em Paris, depois de se reunir com o presidente da França, Nicolas Sarkozy.

A reunião teria por objetivo pactuar uma ação "forte e coordenada" perante uma crise financeira internacional "sem precedentes", nas palavras de Zapatero.

Frattini e Moratinos fizeram essas manifestações na cidade de Pisa, no centro-oeste da Itália, onde participam do 9º Fórum de Diálogo Itália-Espanha, durante o que ressaltaram as "excelentes relações" entre ambos os países.

No Fórum, os dois ministros destacaram "a necessidade de uma política econômica européia" e ressaltaram a solidez dos sistemas bancários de ambos os países.

Para Moratinos, Espanha e Itália estão em uma "situação melhor que outros países ocidentais e, portanto, temos a suficiente legitimidade para exigir uma coordenação e acerto, primeiro, em nível europeu e, depois, em nível global", disse Moratinos. EFE alg/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.