Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ministro propõe túnel ligando Gaza à Cisjordânia

O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, propôs ontem a criação de um túnel ligando a Faixa de Gaza à Cisjordânia, sob o território israelense, durante discurso de campanha antes das eleições parlamentares do dia 10. A ideia de ligar os dois territórios palestinos já havia sido levantada no passado, mas perdeu força juntamente com as negociações de paz, por causa da violência e a criação de assentamentos judaicos.

Agência Estado |

A ofensiva israelense de 22 dias contra Gaza aumentou a popularidade de Barak, candidato a premiê pelo Partido Trabalhista. Mas as pesquisas mostram o candidato da direita, Binyamin Netanyahu, na liderança, também na frente da chanceler Tzipi Livni, do centrista Partido Kadima.

Em discurso a estudantes, Barak afirmou que pressionará pela solução de dois Estados para o conflito com os palestinos se for eleito primeiro-ministro. Questionado sobre como Gaza - enclave com 1,5 milhão de habitantes, separado da Cisjordânia pelo território israelense - poderia fazer parte do Estado palestino, Barak disse que as regiões poderiam ser ligadas por uma passagem subterrânea.

Ele sugeriu que uma rota mais curta teria cerca de 48 km, indo da cidade de Beit Hanun, em Gaza, até Dura, perto da cidade cisjordaniana de Hebron. Barak afirmou que o túnel teria um custo de US$ 2 bilhões a US$ 3 bilhões, mas não disse quem arcaria com a despesa.

O chanceler sírio, Walid al-Moualem, disse ontem que a Síria pode retomar as conversações de paz com Israel se um líder disposto a um acordo amplo for eleito na próxima semana.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG