O ministro das Finanças do Japão, Hirohisa Fujii, disse hoje que está observando a tendência de alta do iene muito cuidadosamente, sinalizando que está mais preocupado com a valorização da moeda japonesa após o iene registrar sua maior cotação em relação ao dólar em 14 anos. Porém, num sinal de que ainda não está preparado para pedir uma intervenção imediata no câmbio, Fujii afirmou que o governo ainda está analisando a apreciação do iene.

No início do dia (horário local), a moeda japonesa subiu para US$ 86,52 na plataforma EBS, seu mais alto patamar desde 7 de julho de 1995. Às 2h15 (horário de Brasília), o iene era cotado em torno de US$ 86,50.

A valorização do iene ameaça a ainda embrionária recuperação da economia japonesa, tornando as exportações do país mais caras no exterior, ao mesmo tempo em que reduz o valor dos rendimentos auferidos fora do país quando esses são convertidos na moeda nacional. Fujii sinalizou, no entanto, que não descarta uma intervenção. "Temos de tomar medidas adequadas contra qualquer movimento anormal (nas taxas de câmbio)", afirmou. Essa é uma posição partilhada no mundo, e é essa a nossa postura". As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.