Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ministro equatoriano diz que Repsol continuará no país

Viena, 8 set (EFE) - O ministro de Petróleo equatoriano, Galo Chiriboga, disse hoje em Viena que acha que a companhia petrolífera hispano-argentina Repsol YPF estará interessada em modificar seu contrato e continuar operando no país, após resolver divergências. Encerramos várias controvérsias que tínhamos com a Repsol, afirmou Chiriboga em declarações à Agência Efe na capital austríaca, onde amanhã participará de uma reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). Entre os problemas resolvidos com a Repsol, destacou o de compensações que terminaram sendo favoráveis para o Estado equatoriano, com a devolução de 970 mil barris de petróleo. Com essa devolução, três litígios que estavam no Ciadi (Centro Internacional de Arbitragem de Disputas de Investimentos) são encerrados, disse o ministro equatoriano, que acrescentou que a Repsol YPF já comunicou ao Ciadi sobre o fim desses litígios.

EFE |

"Suponho que a Repsol estará interessada. Achamos que vão continuar trabalhando. A Respsol reiterou duas vezes sua disposição de continuar trabalhando no Equador", acrescentou. EFE Wr/bm/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG