Tamanho do texto

O ministro coordenador da Política Econômica do Equador, Pedro Páez, anunciou ontem sua renúncia ao cargo, no momento em que cresce a polêmica causada pela decisão do governo equatoriano de suspender o pagamento de parte de sua dívida externa e de questionar em tribunais internacionais um financiamento milionário contraído junto ao BNDES. Páez não explicou o motivo da renúncia, que foi aceita pelo presidente Rafael Correa no mesmo dia.

Há uma semana, a ministra das Relações Exteriores, María Isabel Salvador, também havia renunciado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.