Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ministro da Economia alemão apresenta renúncia

Berlim, 7 fev (EFE).- O ministro da Economia alemão, Michael Glos, apresentou de surpresa sua renúncia, confirmaram hoje fontes de seu ministério.

EFE |

Glos enviou hoje ao chefe de seu partido, a União Social-Cristã (CSU), Horst Seehofer, no qual diz que o grupo deve se reorganizar após perder a maioria absoluta nas recentes eleições regionais na Bavária.

A CSU é a ala bávara da União Democrata-Cristã (CDU), da chanceler Angela Merkel, e tem dois ministros no Governo.

Merkel já foi informada sobre o desejo de renunciar de Glos que, com 64 anos de idade, não pretendia, de qualquer forma, continuar no Governo após as eleições gerais de setembro deste ano.

Segundo informações da imprensa, Glos estava insatisfeito ultimamente porque Merkel e o ministro das Finanças, o social-democrata Peer Steinbrück, não o tinha deixado desempenhar um papel determinante na gestão da crise financeira e econômica internacional.

Nos últimos dias, o ministro tinha sido alvo de críticas por causa de um incidente em um controle policial.

Glos quis passar pelo controle policial em seu carro e foi impedido pelos agentes, que tinham instruções de permitir a passagem apenas da chanceler Angela Merkel.

Diante disso, Glos - que devia substituir Merkel na reunião em questão - enfrentou os agentes e ameaçou, inclusive, acabar com a carreira deles.

Apesar de Glos ter se desculpado depois e os agentes terem dado o assunto por encerrado, houve algumas críticas irônicas em vários meios de comunicação. EFE rz/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG