muito boa previsão de saldo comercial de até US$ 25 bi neste ano - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ministro considera muito boa previsão de saldo comercial de até US$ 25 bi neste ano

SÃO PAULO - O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior não divulga metas para o superávit comercial brasileiro, mas o ministro da pasta, Miguel Jorge, afirmou há pouco que a projeção da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), de saldo entre US$ 23 bilhões e US$ 25 bilhões para este ano, é muito boa.

Valor Online |

E daí que é (quase) metade do ano passado? O importante é que estamos exportando mais, disse, acrescentando que o ideal é ter uma relação comercial equilibrada entre os países. Em 2007 o saldo comercial brasileiro atingiu US$ 40 bilhões.

Em relação à meta de exportações do país, o ministro confirmou a cifra de US$ 190 bilhões para este ano, lembrando que a AEB elevou sua projeção para US$ 196 bilhões.

Na avaliação de Miguel Jorge, embora a queda do dólar seja um fator negativo para a competitividade dos exportadores brasileiros, o governo não pretende atuar para conter a baixa da divisa. Não faremos nada em relação ao dólar, reforçou.

Questionado sobre a possibilidade de quedas ainda mais bruscas do dólar, devido ao ciclo de alta do juro e ao grau de investimento, e o efeito desse movimento para o superávit comercial, Jorge afirmou que a queda do dólar não deriva dos juros, mas do alto patamar dos preços das commodities.

Miguel Jorge admite que a taxa de câmbio, ao se aproximar de R$ 1,50, preocupa e que isso explica a diminuição do número de empresas exportadoras e das vendas de manufaturados para o exterior. Ainda assim, acredita que as vendas externas de commodities, sobretudo de alimentos, continuarão aceleradas devido ao aumento da demanda por parte de países como China e Índia.

O ministro participou hoje de um almoço, organizado pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), em São Paulo, sobre a Política de Desenvolvimento Produtivo do governo.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG