Toronto (Canadá), 6 out (EFE) - O ministro das Finanças canadense, Jim Flaherty, tentou hoje acalmar as preocupações sobre a situação do setor bancário canadense com uma declaração na qual reafirma que o sistema financeiro do país é sólido e bem capitalizado. Entretanto, Flaherty destacou que o sistema financeiro canadense não é imune à confusão dos mercados de crédito globais. A deterioração dos mercados globais de crédito está começando a apertar a habilidade inclusive das instituições financeiras mais fortes.

As palavras de Flaherty são outra indicação do Governo do primeiro-ministro conservador, Stephen Harper, de que a situação canadense não é tão otimista conforme propagado há alguns dias.

A declaração do ministro foi feita em um dia no qual a Bolsa de Toronto chegou a perder 1.200 pontos (11%), apesar de ter terminado o dia com uma queda de 466,85 pontos (4,32%) de seu valor.

Harper, que está em meio a uma campanha eleitoral que concluirá em 14 de outubro com a convocação às urnas de 30 milhões de eleitores, se negou, até o momento, a reconhecer que o Canadá se encontra em recessão ou à beira de uma.

Após o fechamento dos mercados americanos, Flaherty afirmou: "O sistema financeiro do Canadá administrou muito bem a persistente confusão global do mercado. Os bancos do Canadá e outras instituições financeiras são sólidas e bem capitalizadas".

"O sistema hipotecário do Canadá é sólido. O mercado financeiro de imóveis canadense não tem um grande componente 'subprime' e não foi testemunha da proliferação de produtos e práticas que levaram aos sérios problemas pelos quais passam os Estados Unidos", disse o ministro.

"O Governo do Canadá está pronto para tomar qualquer decisão que possa ser necessária para proteger a estabilidade do setor financeiro canadense", destacou. EFE jcr/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.