Berlim, 23 out (EFE).- O ministro das Finanças alemão, Peer Steinbrück, disse hoje que não pretende deixar de criticar abertamente a Suíça por ser um paraíso fiscal que convida os cidadãos a evadir impostos.

"Continuarei chamando as coisas pelo nome", disse hoje Steinbrück em Stuttgart, em resposta à decisão do Governo da Suíça de chamar a consultas o embaixador alemão, após declarações do ministro nas quais tinha pedido para incluir a Suíça na "lista negra" de paraísos fiscais.

Steinbrück insistiu em que a política fiscal seguida pela Suíça é "algo que afeta nossa soberania".

"Talvez eu deveria chamar o embaixador suíço em Berlim", acrescentou, em tom sarcástico.

Steinbrück fez suas polêmicas declarações esta semana em reunião, em Paris, de 17 países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), sobre a luta contra os paraísos fiscais. EFE ih/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.