Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ministro alemão critica a política orçamentária de Brown

O ministro alemão das Finanças criticou as medidas adotadas pelo primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, para lutar contra a crise, por considerar que as mesmas não impedirão a recessão.

AFP |

Em uma entrevista concedida à revista americana Newsweek, que teve alguns trechos antecipados, Peer Steinbruck afirma que a virada do governo britânico, que passou da prudência financeira a um elevado endividamento, é "assombroso" e de um "Keynesianismo grosseiro".

O governo britânico anunciou no fim de novembro um plano de 20 bilhões de libras (31,327 bilhões de dólares) para estimular o consumo e o investimento, em uma economia à beira da recessão.

O plano inclui a redução do imposto sobre o consumo, medida não aprovada em outros países da Europa, e um aumento dos gastos públicos.

Para Steinbruck, o governo de Brown "gasta bilhões em um plano que será financiado por empréstimos adicionais e por aumentos dos impostos depois de 2011".

"Nossos amigos britânicos reduziram a imposto sobre o valor agregado. Nós não sabemos quantas lojas vão passar esta redução aos clientes. Você vai comprar realmente um aparelho de DVD porque agora ele custa 39,10 libras ao invés de 39,90 libras?", questiona Steinbruck.

"Tudo isso vai elevar a dívida da Grã-Bretanha a um nível que fará necessária toda uma geração para limpar", acrescentou.

ar/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG