Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Minc propõe antecipar redução de enxofre no diesel

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse que propôs hoje, na reunião do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), a antecipação de 2017 para 2012 da regra que obrigará os novos veículos a diesel a emitirem apenas 10 partículas de enxofre por milhão.

Agência Estado |

Acordo Ortográfico

 A partir de janeiro do ano que vem já entra em vigor a resolução 315, de 2002, do Conama, segundo a qual nenhum veículo a diesel sairá de fábrica sem reduzir a emissão de enxofre para 50 partículas por milhão.

Atualmente, segundo Minc, os veículos que circulam nas cidades emitem 500 partículas por milhão de enxofre e os que rodam no interior liberam 2 mil partículas. "O diesel que nós respiramos é de péssima qualidade", disse o ministro, ressaltando que o governo não vai prorrogar o prazo para a vigência da resolução. "Nós não aceitamos a prorrogação. As empresas (Petrobras e montadoras) tiveram seis anos para resolver isso. Os veículos só sairão da fábrica cumprindo a resolução", afirmou.

O gerente de soluções comerciais da área de abastecimento da Petrobras, Frederico Kremer, que acompanha a reunião do Conama, disse que a empresa "vê com bons olhos" a proposta apresentada por Minc ao conselho, de antecipar a meta de redução de enxofre. Questionado se a empresa terá como fornecer o diesel com apenas 50 partículas de enxofre por milhão a partir de 2009, Kremer disse que se os veículos que deverão atender essa exigência estiverem no mercado, a Petrobras vai fornecer o combustível.

Leia mais sobre a redução da emissão de enxofre nos veículos à diesel 

Leia tudo sobre: conamaemissão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG