O preço do milho seguiu o de todas as commodities agrícolas e desabou ontem. Na Bolsa de Chicago, os contratos para entrega em dezembro encerraram o pregão cotados a US$ 3,88/bushel, em baixa de 5,65%.

Após o entusiasmo do início da semana com os pacotes de resgate dos países desenvolvidos, os mercados de ações e commodities cederam à percepção de que as medidas vão levar tempo para ter efeito prático sobre as economias, que ameaçam entrar em recessão e reduzir a demanda por matérias-primas. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.