O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, afirmou hoje que não haverá nenhum problema de crédito para as operações de Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), que são usadas pelos exportadores. Mas ele disse que não podia adiantar nenhuma das medidas em discussão no governo.

"Tomaremos medidas pontuais quando forem necessárias", afirmou, em entrevista esta tarde para lançar oficialmente a segunda Bienal Brasileira de Design, que será realizada em Brasília este ano.

Miguel Jorge lembrou que o governo anunciou ontem a liberação de R$ 5 bilhões para o setor agrícola. Ele afirmou ainda que as medidas não contemplam crédito para o varejo e para o consumidor. Segundo ele, as associações comerciais esperam uma venda bastante importante para o Dia das Crianças. O ministro afirmou que, por enquanto, não recebeu nenhum pedido de ACC especial de qualquer empresa. "Por enquanto, não temos a crise que vocês querem que eu diga que exista", rebateu.

O ministro considerou natural as oscilações de mercado e evitou comentar a queda nas bolsas de valores, mesmo com a aprovação pelo Senado dos Estados Unidos do pacote de US$ 700 bilhões de ajuda ao sistema financeiro. "Não me parece importante o comportamento de um dia de mercado. Surpreendente foi anteontem, um dia depois da Câmara dos Estados Unidos ter reprovado o pacote, o mercado subir", disse.

Ele destacou que os investimentos no Brasil estão sendo mantidos e comentou o anúncio de investimentos da empresa Symetrics (empresa de tecnologia) de R$ 2 bilhões em São Carlos (SP).

Produção industrial

O ministro disse que a queda da produção industrial no mês de agosto, registrada pelo IBGE, deve-se ao aumento dos juros e à redução da demanda. Ele lembrou, no entanto, que o crescimento industrial estava bastante elevado e qualificou a queda de 1,3% como "muito pequena", além de ter destacado que houve um crescimento na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Segundo dados divulgados hoje pelo IBGE, a produção industrial caiu 1,3% em agosto na comparação com julho, na série com ajuste sazonal. Na comparação com o mês de agosto de 2007, no entanto, a produção cresceu 2%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.