Tamanho do texto

Argel, 28 jan (EFE).- O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, e seu colega argelino, Hashemi Djaboub, decidiram hoje criar uma associação permanente entre os dois países através de investimentos de empresas brasileiras na indústria de alimentos do país africano.

Segundo um comunicado do Ministério de Comércio argelino, esta "associação permanente" se concretizará na colaboração brasileira para a fabricação industrial de produtos alimentícios, que atualmente o país norte-africano importa do latino-americano.

Os dois ministros também analisaram caminhos para reforçar as relações comerciais bilaterais e as transformar em "um modelo a ser seguido no âmbito das relações Sul-Sul".

Com relação à entrada da Argélia na Organização Mundial do Comércio (OMC) os ministros decidiram "continuar as discussões e a coordenação entre os dois países", diz a nota.

No segundo e último dia de sua visita oficial à Argélia, acompanhado por um grupo de empresários brasileiros, Miguel Jorge se reuniu hoje também com o ministro de relações Exteriores argelino, Mourad Medelci.

Miguel Jorge e a delegação que o acompanha sairão esta tarde de Argel com destino à Tunísia, próxima etapa de sua viagem. EFE jg/fal