Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Midwest Airlines vai reduzir força de trabalho em 40% para enfrentar preço dos combustíveis

SÃO PAULO - A norte-americana Midwest Airlines anunciou que irá reduzir sua força de trabalho em 40%, o que significa a demissão de cerca de 1,2 mil funcionários. A medida é reflexo da decisão da companhia de retirar sua frota de aviões MD-80 de serviço, por conta da baixa eficiência no uso de combustíveis em um ambiente de altos preços de petróleo. Os cortes também afetarão a sua subsidiária Skyway.

Valor Online |

Além da aposentadoria dos aviões antigos, a empresa informou que a demissão ajusta o tamanho de sua força de trabalho para novos ajustes a serem anunciados.

Em abril, a companhia já havia anunciado o corte de 109 funcionários e a redução de 2,5% em suas operações. A aposentadoria dos MD-80 foi revelada em junho e cortes de salários no início deste mês, o que, entretanto, não foi suficiente para fazer frente aos altos preços do petróleo.

Para reestruturar com sucesso, não há um caminho que evite profundas e dolorosas reduções na nossa atual força de trabalho, disse o presidente do conselho e executivo-chefe da Midwest, Timothy Hoeksema. Vamos cumprir essa etapa com compaixão e dignidade, afirmou o executivo, que a partir de hoje terá uma redução de 40% em seu salário.

Os funcionários demitidos começarão a ser notificados hoje, segundo a Midwest. A redução será gradual e virá, principalmente, por meio de eliminação de posições dentro da estrutura da empresa. A maior parte dos cortes, porém, deve ocorrer antes do meio de setembro, afirma a empresa.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG