Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Microsoft fornecerá tecnologia para transmissão de convenção democrata

Denver (EUA.), 25 ago (EFE) - A Microsoft fornecerá a tecnologia Silverlight para a transmissão na internet da Convenção Nacional Democrata, que começa hoje em Denver, e cujas sessões poderão ser acompanhadas na íntegra na rede, pela primeira vez na história.

EFE |

"Pela primeira vez em uma convenção política, a cobertura de cada sessão estará disponível mundialmente por vídeo, ao vivo ou em demanda e em alta definição, através do site oficial da convenção", disse a Microsoft em comunicado.

A empresa, nomeada fornecedora oficial de software e de conteúdo na internet de alta definição para a Convenção Democrata, informou que isso "será possível através da Silverlight, a plataforma da Microsoft que permite aplicações interativas em linha e vídeo de alta definição".

José Piñero, diretor de marketing multicultural da Microsoft, disse à Agência Efe que é "a primeira vez que a tecnologia cumpre uma função tão importante" em uma convenção e que isso permitirá "que todas as comunidades" participem deste evento político.

A tecnologia Silverlight permitirá, por exemplo, aos internautas selecionar ângulos de câmera nas retransmissões online ou ver dados antes não disponíveis, como recontagem das votações de cada candidato.

Por outra parte, a operadora de telefonia Qwest, que fornece infra-estrutura tecnológica ao evento, comparou os meios ao alcance dos delegados nesta edição e na de 100 anos atrás, quando ocorreu a primeira convenção do partido.

Em 1908, Qwest forneceu só 12 linhas de telefone especiais para a convenção, que foram suficientes para a transmissão das notícias ao resto do país.

Este ano, a convenção terá uma conectividade sem precedentes, com seis mil linhas de dados e voz para a transmissão de notícias, vídeos, blogs, e-mails e chamadas para uma audiência global, disse Qwest.

O candidato democrata de 1908, William Jennings Bryan, foi, no entanto, um pioneiro tecnológico e utilizou todos os meios de comunicação então a seu alcance para participar da convenção sem ter de assistir a ela.

Usando um telefone e um megafone modificado para funcionar ao contrário, Bryan pôde escutar a multidão de delegados nomeando-o candidato, enquanto permanecia sentado tranquilamente em sua casa de Lincoln, Nebraska. EFE pg/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG