Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito recuou 1,5% em maio na comparação com o mês anterior

A quantidade de empresas que procurou crédito recuou 1,5% em maio na comparação com o mês anterior. Segundo Indicador Serasa Experian divulgado nesta quinta-feira, a queda foi puxada pelas empresas de pequeno porte.

Foi a segunda queda mensal consecutiva deste indicador. Em abril, o recuo em relação ao mês de março havia sido de 5,1%. Em relação a maio de 2009, a demanda das empresas por crédito avançou 4,6%, o menor crescimento anual dos últimos quatro meses, de acordo com a Serasa. No acumulado dos primeiros cinco meses de 2010, a demanda das empresas por crédito avançou 10,8% sobre o período acumulado de janeiro a maio de 2009.

Segundo os economistas da Serasa, o fato do mês de maio ter acusado a segunda queda mensal consecutiva, bem como a menor taxa anual de crescimento da demanda por crédito dos último quatro meses, sinaliza que "a procura das empresas por crédito evolui de forma bastante gradual, mantendo-se compatível com o próprio processo de desaceleração da atividade econômica esperado para ocorrer a partir deste segundo trimestre de 2010".

Em maio, as micro e pequenas empresas foram responsáveis pela queda na procura por crédito, recuando 1,6% em relação a abril de 2010. Já a procura por crédito nas médias e grandes empresas cresceu no mês passado: 0,5% nas médias e 0,4% nas grandes empresas, na comparação com abril.

Na análise por setor, as empresas de serviços lideraram queda da demanda por crédito em maio, registrando recuo de 2,2% frente a abril. Em seguida vieram as empresas do setor industrial, com queda de 1,5%. Já para as empresas comerciais, o recuo mensal foi de 1% em relação a abril.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.