Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

MG vai apoiar plantio de 350 hectares de algodão no norte do Estado

São Paulo, 29 - O governo de Minas Gerais pretende ampliar o programa de incentivo ao algodão no Estado, especialmente nos municípios da região norte, onde predomina a atividade familiar de produção da pluma. Para a safra 2008/09, o governo pretende apoiar o plantio de 350 hectares de algodão por meio do Programa de Incentivo ao Desenvolvimento da Cultura do Algodão em Minas Gerais (Proalminas), criado pela Secretaria da Agricultura do Estado com a Associação dos Produtores de Algodão de Minas Gerais (Amipa).

Agência Estado |

O projeto prevê o suporte de todas as etapas de produção, desde o plantio até o beneficiamento.

De acordo com o superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria, João Ricardo Albanez, que também coordena o Proalminas, os agricultores terão assistência técnica permanente dos extensionistas da Emater-MG e de técnicos contratados pela Amipa. Também serão implantadas dez Unidades Técnicas Demonstrativas (UTDs), que contarão com recursos de custeio fornecido pelo Fundo Algominas, sob a gestão da associação dos produtores. "A utilização das unidades é de fundamental importância, porque a cotonicultura é uma atividade de alto custo e, neste caso, todos os recursos devem ser bem aproveitados, ou seja, dirigidos à produção de resultados", diz o superintendente.

Segundo Albanez, o norte de Minas precisa recuperar a condição de produtor de algodão para ajudar o Estado a encontrar a auto-suficiência nessa área. "As indústrias têxteis instaladas em Minas consomem, por ano, mais de 150 mil toneladas de pluma por ano e a produção estadual é da ordem de 29 mil toneladas", ele explica. Em Minas Gerais, o melhor ano do algodão foi 2005, quando a safra alcançou 57,4 mil toneladas de pluma.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG