Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

MG unifica calendário de vacinação contra aftosa

Belo Horizonte, 5 - O calendário de vacinação contra febre aftosa em Minas Gerais será unificado a partir deste semestre, divulgou hoje a secretaria de Estado da Agricultura. O Estado atualmente faz parte de dois circuitos pecuários: Centro-Oeste e Leste.

Agência Estado |

Com a mudança, todos os produtores do Circuito Leste, que vacinariam o rebanho nos meses de março e setembro, passarão a vacinar os animais nos meses de maio e novembro.

As novas datas são as mesmas já adotadas no Circuito Pecuário Centro-Oeste, onde não haverá mudanças. A vacinação contra febre aftosa é obrigatória e a unificação, de acordo com a secretaria, tem parecer favorável do Ministério da Agricultura. A alteração já vinha sendo discutida no âmbito do Conselho Nacional de Secretários de Estado de Agricultura (Conseagri) e a decisão da mudança foi tomada em reuniões com secretários dos Estados envolvidos.

Para o secretário de Estado da Agricultura, Gilman Viana Rodrigues, que preside o Conseagri, "quanto maior a uniformidade, maior será a eficiência do controle nacional contra a doença. Além disso, o calendário único cria uma ambiente de maior credibilidade junto ao mercado internacional".

A partir do dia 10 deste mês, os produtores do Circuito Pecuário Leste serão informados da mudança por intermédio de uma campanha da Secretaria de Agricultura de Minas Gerais nas rádios, TVs e jornais. O objetivo da unificação é facilitar o trânsito de animais dentro do Estado, já que ao vender o rebanho de um circuito para outro, o produtor ficava sujeito a vacinar os animais duas vezes, no mesmo semestre, para se adequar ao calendário do circuito de destino do rebanho comercializado.

Em Minas, o Circuito Pecuário Leste conta com 11 milhões de animais de 166 mil propriedades. São 530 municípios distribuídos pelas regiões metropolitana de Belo Horizonte, Zona da Mata, Central e Norte, além dos vales do Aço, Rio Doce, Mucuri e Jequitinhonha.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG