Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Metalúrgicos paralisam atividades na região de Campinas

Ao menos 600 trabalhadores da Dell, empresa da área de informática localizada em Hortolândia, e 350 funcionários da Fundituba, em Indaiatuba, ambas na Região Metropolitana de Campinas, paralisaram hoje suas atividades por 24 horas. O Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região estima que ao menos 17 mil trabalhadores já tenham participado de em paralisações diárias nas duas últimas semanas na região de Campinas.

Agência Estado |

A pauta de reivindicações foi entregue aos empresários no dia 11 de julho mas segundo informou o presidente do sindicato, Jair dos Santos, não houve uma proposta aceitável até o momento. "O custo de vida subiu muito nos últimos meses e precisamos da recomposição de salários para recompor o poder de compra", afirmou. "A prova de que é uma necessidade é a adesão de 100% dos trabalhadores nessas empresas, inclusive, de setores administrativos que, por estarem mais próximos dos diretores e gerentes, não podiam reivindicar. Agora, até eles aderiram, porque também sofrem o arrocho salarial", afirmou Santos.

Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 18,83%, piso salarial de R$ 1.450,00, gatilho para corrigir as perdas futuras com a inflação, redução da jornada sem redução dos salários, adicional noturno, plano de cargos e salários, e cláusulas específicas para os diretos das mulheres.

Segundo informou o Sindicato dos Metalúrgicos, por meio de assessoria de imprensa, o Sindicato dos Fabricantes de Veículos Automotores (Sinfavea) apresentou proposta de reposição da inflação pelo INPC, aumento real de 1,25%, reajuste do piso de R$ 30,00 e de nenhuma possibilidade de gatilho. Os sindicatos Nacional da Indústria de Máquina (Sindmaq) e da Indústria de Aparelhos Elétricos Eletrônicos e Similares do Estado de São Paulo (Sinaees) propuseram aumento real de 2%. A proposta foi recusada na mesa de negociação.

Além de voltar a negociar com o Sinfavea, Sindmaq e Sinaees, os representantes dos trabalhadores têm reuniões marcadas para amanhã com membros dos sindicatos Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) e da Indústria de Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos (Sicetel).

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG