Tamanho do texto

São Paulo, 8 out (EFE).- Cerca de 11 mil metalúrgicos entraram hoje em greve por tempo indefinido na Grande São Paulo, principal pólo automotivo do Brasil, que depende desse ramo para sua produção.

A Força Sindical, segunda maior central sindical do país, informou que 17 empresas dos setores de máquinas e equipamentos e de eletro-eletrônicos iniciaram nesta quarta-feira uma greve para pressionar reivindicações salariais.

Os 55 sindicatos do setor pedem reajuste salarial de 20%, desde 4 de setembro, mas ainda não tiveram uma resposta das indústrias, que pediram para prazo até sexta-feira.

Em assembléia realizada ontem, a central sindical decidiu não dar este prazo e convocou para hoje o início da greve.

Os sindicatos pedem também aumento do piso salarial da categoria, o fim de contratos tercerizados para prestação de serviços e bônus adicionais para aposentados. EFE wgm/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.