Tamanho do texto

Não houve acordo entre o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e as empresas de autopeças em reunião realizada ontem. Os trabalhadores iniciam hoje greve por tempo indeterminado em várias fábricas da região.

A categoria, formada por 22 mil metalúrgicos, iniciou paralisações na sexta-feira à noite, suspensas depois para novas negociações.

Sem acordo, porém, a greve será retomada. Os trabalhadores querem 11% de reajuste (reposição da inflação e aumento real) e abono, reivindicações aceitas pelas montadoras. As autopeças alegam dificuldade para pagar o abono, por questões de competitividade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.