Os cerca de 4 mil metalúrgicos da fábrica da Volkswagen/Audi em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, decidiram hoje encerrar a greve iniciada na segunda-feira da semana passada (dia 1º), durante assembléia realizada esta manhã. Eles aceitaram a proposta da empresa de reajuste de 11%, a serem aplicados a partir de novembro.

Além disso, vão receber um abono salarial de R$ 2 mil, que será pago na próxima segunda-feira (dia 15). Os dias parados serão descontados do banco de horas dos trabalhadores.

Entre as três principais montadoras instaladas no Paraná, apenas a Volks ainda continuava em greve. Na Volvo, a paralisação encerrou-se na última terça-feira (dia 2), com a aceitação de reajuste salarial de 10% a partir de setembro e abono de R$ 1,5 mil. Na Renault, ela se estendeu até a sexta-feira passada (dia 5), quando os trabalhadores aceitaram proposta semelhante à da Volvo.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, a Volks deixou de produzir aproximadamente 5,1 mil veículos no período de greve.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.