Só metade dos cerca de 24 milhões de contribuintes já entregou a declaração de Imposto de Renda. Quem ainda não acertou as contas com o Leão terá de correr contra o relógio.

Só metade dos cerca de 24 milhões de contribuintes já entregou a declaração de Imposto de Renda. Quem ainda não acertou as contas com o Leão terá de correr contra o relógio. O prazo para a entrega termina às 24 horas desta sexta-feira, 30 de abril. Dúvidas na hora de preencher o formulário e dificuldades para reunir os documentos necessários são os principais motivos que fizeram com que muitos deixassem a declaração para a última hora. Por isso, a Receita Federal e especialistas em tributação alertam que, agora, é preciso atenção redobrada na hora de informar os dados.

"A chance de errar por causa da pressa é grande", diz Vitor Casimiro, auditor fiscal da Receita Federal. Ele afirma também que os pontos mais críticos da declaração estão relacionados às informações de rendimentos e aos custos dedutíveis, como consultas médicas. "São os dois principais motivos que causam problemas na fiscalização." Quem perder o prazo da entrega pagará multa de, no mínimo, R$ 165,74, e, no máximo, 20% sobre o valor devido. "O valor da multa é alto, mesmo para quem tiver imposto a receber", diz o tributarista Flávio Porta, do Libertuci Advogados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.