Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Merrill Lynch anuncia que CEO renuncia a bônus de US$ 10 milhões

O banco de negócios americano Merrill Lynch anunciou na segunda-feira à noite que seu diretor geral (CEO), John Thain, e outros quatro diretores abriram mão dos bônus em 2008, acabando assim com a polêmica provocada por informações anteriores que indicavam o contrário.

AFP |

"John Thain pediu para não receber o bônus em 2008. Os quatro diretores do Merrill Lynch pediram para não receber o bônus", afirma o banco em um comunicado.

O comitê do Merrill Lynch encarregado de determinar o pagamento de prêmios destacou que Thain recomendou em uma reunião na segunda-feira o não pagamento dos bônus, que no caso dele chegaria a 10 milhões de dólares, em conseqüência das dificuldades da empresa.

A polêmica fora provocada por informações do Wall Street Journal de que Thain havia exigido o bônus.

O Merrill Lynch, que estava muito exposto aos papéis financeiros de risco, esteve à beira da falência em setembro e foi comprado pelo Bank of America, em uma operação que deve ser concluída nas próximas semanas.

maj-aa/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG