Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Merkel diz que ajuda dos EUA a montadoras pode ameaçar Europa

Roma, 18 nov (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou hoje, depois de se reunir com o premier italiano, Silvio Berlusconi, que as medidas que a serem tomadas pelo novo Governo dos Estados Unidos para o setor automotivo podem representar um problema para as empresas européias.

EFE |

Merkel, que se reuniu com Berlusconi em Trieste, no norte da Itália, disse que a Alemanha pediu à Comissão Européia (CEm órgão Executivo da União Européia) que estude como os EUA apoiarão a indústria automobilística "para que a Europa não sofra danos".

"Nós também podemos ajudar o setor", disse Merkel, em referência a uma possível intervenção da União Européia (UE) frente à crise no setor.

Em relação ao anunciado plano do Governo alemão para apoiar o grupo automobilístico nacional Opel, Merkel explicou que tem como objetivo dar garantias, mas não um aumento de capital.

"Trata-se de dar uma garantia caso a Opel se encontre sem fundos por parte de sua casa matriz (General Motors)", disse a chanceler.

A Opel pediu uma garantia estatal de 1 bilhão de euros para fazer frente à difícil situação gerada pelos problemas que a General Motors atravessa.

Berlusconi assegurou que, por enquanto, a Itália não estuda ajudas ao setor automotivo, mas não descartou que se possam tomar medidas no futuro, de acordo com a forma que o mercado reagir. EFE ccg/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG