A primeira-ministra da maior economia européia, a Alemanha, Angela Merkel, criticou hoje os Estados Unidos por não ter implementado controles rígidos de mercado e disse que foi irresponsabilidade permitir que grandes bancos e instituições de crédito operassem com tão pouca supervisão governamental. As coisas não podem funcionar assim em nível internacional, disse Merkel, em reunião com políticos do Partido do Povo da Áustria, em Linz.

Merkel disse que tentou obter apoio na defesa de maior transparência e regulamentação nos mercados internacionais na conferência do G-8 (grupo dos 7 países mais ricos do mundo, mais a Rússia), no ano passado em Heiligendamm, na Alemanha, mas os representantes dos governos, inclusive dos EUA, não deram atenção ao seu alerta. As informações são de agências internacionais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.