Tamanho do texto

Dados sobre vendas no varejo e inflação também contribuem para o desempenho positivo dos indicadores

As bolsas americanas abriram nesta sexta-feira em alta, embaladas pelo pronunciamento de Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), que disse ver necessidade de adoção de novas medidas para promover a recuperação econômica do país.

Há alguns dias o mercado aguarda ações adicionais de incentivo. A confirmação de que tais medidas parecem estar a caminho e veio acompanhada pela informação de que o Fed estaria estudando qual será o tamanho de um programa de compra de títulos da dívida.

Com as palavras de Bernanke, o índice Dow Jones ganhou fôlego e, logo após a abertura, operava em alta de 0,28%, aos 11.126,00 pontos, enquanto o S&P 500 subia 0,54%, para 1.180,15 pontos. O índice Nasdaq tinha valorização de 1,08%, aos 2.076,70 pontos.

Contribuem para o desempenho dos indicadores os dados divulgados nesta manhã sobre vendas no varejo e inflação. O índice de preços ao consumidor nos Estados Unidos desacelerou em setembro, marcando alta de 0,1%, depois de subir 0,3% em agosto.

As vendas no varejo cresceram 0,6% no mês passado, frente a agosto, e 7,3% se comparadas a setembro de 2009, segundo o Departamento de Comércio dos Estados Unidos.

Na Nasdaq, as ações do Google disparam quase 10%, reagindo ao balanço divulgado ontem. O lucro da empresa de internet avançou 32% no terceiro trimestre, para US$ 2,17 bilhões.

Na ponta contrária, o destaque negativo deste pregão estava com a General Electric (GE), cujos papéis recuavam mais de 4% na bolsa de Nova York diante da redução em seu lucro líquido no terceiro trimestre.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.