Tamanho do texto

A Comissão Europeia propôs hoje um pacto de reformas para aumentar a confiança dos clientes de serviços financeiros, em meio à crise econômica global

A Comissão Europeia propôs hoje um pacto de reformas para aumentar a confiança dos clientes de serviços financeiros, em meio à crise econômica global. As medidas são destinadas a proteger correntistas de bancos, investidores e detentores de apólices de seguros em caso de falência do banco ou da seguradora, incluindo esquemas de compensação expandida e pagamentos.

Pela proposta, os correntistas dos bancos receberão suas poupanças sete dias após a falência da instituição e os investidores terão de volta suas perdas em um prazo de nove meses. Tais ações são necessárias devido aos diferentes esquemas de garantias existentes na União Europeia (UE), de acordo com o Comissário de Serviços e Mercado Interno, Michel Barnier. Os 27 estados da UE possuem 40 políticas de garantia de depósito, mas apenas 12 países têm políticas de proteção a detentores de apólices de seguros. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.