Negócios da empresa brasileira serão integrados às áreas de Banco de Investimentos, Gestão de Patrimônios e Ativos do banco suiço

O banco suíço UBS confirmou nesta quinta-feira a aquisição da corretora de valores Link Investimentos, conforme adiantou a coluna de Guilherme Barros em 7 de abril. A empresa brasileira custará R$ 195 milhões ao banco, o equivalente a US$ 112 milhões. A transação deve ser concluída durante o quarto trimestre de 2010 e está sujeita à aprovação do Banco Central do Brasil.

Os negócios da Link Investimentos serão integrados às divisões de Banco de Investimentos, Gestão de Patrimônios e Gestão de Ativos do UBS. Quando a transação se completar, a entidade brasileira vai funcionar com a marca UBS. O UBS não vai adquirir o home broker da Link.

“O Brasil representa dois terços da economia da América Latina e deve se tornar a quinta maior economia do mundo até 2015. É crucial termos capacidades locais para atender nossos clientes em mercados globalmente importantes, como o Brasil”, afirma Carsten Kengeter, co-CEO (vice-presidente) do UBS Investment Bank.

Alex Wilmot-Sitwell, co-CEO do UBS Investment Bank acredita que a compra da Link dará ao banco uma “plataforma para reconstruir a presença e expandir sua cobertura” no País. “Vemos o Brasil como mercado de importância estratégica, com um potencial de crescimento significativo. Há cerca de um ano o UBS saiu do Brasil ao vender sua participação no banco Pactual para a BTG Investments, do empresário André Esteves.

A Link Investimentos foi fundada em 1998 como corretora e distribuidora de valores independente e tem forte atuação no mercado de ações, pesquisa e derivativos, bem como em produtos de câmbio, renda fixa e commodities transacionados em bolsa. Sociedade de capital fechado com 279 funcionários, incluindo os 73 sócios, a Link também presta serviços de gestão de patrimônios privados e gestão de ativos.

O presidente da Link Investimentos, Daniel Mendonça de Barros, destaca o benefício para os clientes, que passarão a contar com uma gama maior de produtos. “É com grande prazer que nos juntamos ao UBS, usando como alicerce o sucesso alcançado no Brasil para construir uma organização líder em serviços financeiros, neste mercado dinâmico e importante. Tenho certeza que nossos clientes vão se beneficiar do alcance global da oferta de produtos do UBS e da força da assessoria e serviços pela qual o banco é conhecido”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.