SÃO PAULO - O mercado acionário europeu voltou a demonstrar preocupação com a possibilidade de a recuperação da economia mundial ser lenta e fraca. Os dados referentes à venda de imóveis residenciais nos Estados Unidos surpreenderam negativamente os investidores e as bolsas europeias reagem com quedas nesta quarta-feira.

Em Londres, o FTSE 100 recuava 0,43%, para 5.224,56 pontos, enquanto o índice DAX, da bolsa de Frankfurt, tinha queda de 0,15%, aos 6.259,77 pontos. Na bolsa de Paris, o CAC-40 registrava desvalorização de 0,55%, para 3.685,05 pontos, e o Ibex 35, da bolsa de Madri, caía 0,09%, para 10.007,50 pontos. Em Milão, o FTSE MIB verificava decréscimo de 0,07%, ficando em 20.593,88 pontos. Ontem, a Associação Nacional de Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês) informou que a venda de casas usadas em maio recuou 2,2% em relação a abril, para uma taxa anualizada ajustada de 5,66 milhões de imóveis. Os números contrariaram as previsões de grande parte dos analistas, que esperava aumento nas vendas. Além disso, a empresa de pesquisa Markit Economics informou que o crescimento de serviços e da indústria manufatureira na Europa desacelerou em junho, alimentando as dúvidas quanto ao futuro da economia mundial. O mercado ainda aguarda a decisão do Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, em relação aos juros no país, que deve ser anunciada na tarde desta quarta-feira. A expectativa é de manutenção. (Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.