Problemas na Hungria e vazamento de óleo no golfo do México pesaram no mercado

Os principais índices das ações europeias caíram nesta segunda-feira, influenciados pelos problemas na Hungria e pela queda da BP em meio aos esforços para conter o vazamento de óleo no golfo do México.

De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300 caiu 0,95%, para 989 pontos. Ele chegou a subir acima de 1.000 pontos por alguns instantes.

"Há muito nervosismo no mercado. De um lado tivemos dados positivos (sobre o setor manufatureiro da Alemanha), mas de outro também existe ansiedade sobre a Hungria", disse Heinz-Gerd Sonnenschein, estrategista de ações do Deutsche Postbank.

A BP caiu 0,7% após a Guarda Costeira dos Estados Unidos afirmar que os Estados Unidos terão ainda mais quatro a seis semanas para lidar com o vazamento de óleo no golfo do México. A empresa planeja dobrar a quantidade de petróleo capturado a 20 mil barris por dia.

A petrolífera foi pressionada ainda pela redução da nota pelo Goldman Sachs, de "compra" para "neutro".

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,11%, a 5.069 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX perdeu 0,57%, para 5.904 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 1,21%, para 3.413 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em queda de 0,55%, a 18.631 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 1,44%, para 8.795 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve perda de 0,39%, para 6.947 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.