BRASÍLIA - Os bancos elevaram suas posições de câmbio vendidas para US$ 9,048 bilhões ao fim de junho, ante US$ 3,278 bilhões, também vendida, registrada em maio. Os números foram divulgados hoje pelo Banco Central (BC), junto com dados do fluxo cambial em junho e no primeiro semestre do ano.

BRASÍLIA - Os bancos elevaram suas posições de câmbio vendidas para US$ 9,048 bilhões ao fim de junho, ante US$ 3,278 bilhões, também vendida, registrada em maio. Os números foram divulgados hoje pelo Banco Central (BC), junto com dados do fluxo cambial em junho e no primeiro semestre do ano. Junho fechou com saídas líquidas de US$ 4,279 bilhões, resultado de operações de comércio exterior com saldo negativo em US$ 788 milhões, junto com remessas acima das entradas no valor líquido de US$ 3,491 no câmbio financeiro. As contratações de câmbio nas instituições financeiras para exportação foram no valor de US$ 13,961 bilhões. Mas as importações ficaram acima, demandando remessas da ordem de US$ 14,749 bilhões. As diversas modalidades de captação externa registraram ingressos da ordem de US$ 24,959 bilhões. Já as remessas em pagamento de compromissos de entidades brasileiras no exterior foram mais elevadas, no valor de US$ 28,450 bilhões. (Azelma Rodrigues | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.