Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Petróleo sobe com dados da atividade industrial dos EUA

Dados sobre a atividade industrial dos EUA deixaram em segundo plano as preocupações com o aumento nos estoques

AE |

selo

Os preços dos contratos futuros do petróleo operam em alta, impulsionados por dados sobre a atividade industrial dos EUA, que deixaram em segundo plano as preocupações com o aumento nos estoques norte-americanos da commodity.

 

Às 14h18 (de Brasília), o contrato do petróleo para outubro negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) subia US$ 2,36, ou 3,28%, para US$ 74,28 por barril. Na plataforma ICE, o contrato do petróleo tipo Brent para outubro ganhava US$ 2,00, ou 2,68%, para US$ 76,64 por barril.

 

Ontem o valor do barril negociado na Nymex fechou o dia abaixo de US$ 72, em meio a receios com a ampla quantidade de estoques de petróleo e derivados. Hoje, dados do Departamento de Energia dos EUA mostraram que os estoques norte-americanos de petróleo cresceram 3,425 milhões de barris na semana encerrada em 27 de agosto - pouco mais de quatro vezes o aumento previsto -, enquanto os estoques de gasolina e de destilados diminuíram.

 

Apesar disso, os preços do barril permaneceram em território positivo, recebendo suporte do avanço do índice de atividade industrial do Instituto para Gestão de Oferta (ISM) para 56,3 em agosto, de 55,5 em julho. Economistas esperavam uma leitura de 52,5.

 

"O cabo-de-guerra entre os fundamentos bastante baixistas e o fator macroeconômico está ficando mais pronunciado", disse Jim Ritterbusch, diretor da consultoria Ritterbusch and Associates, que monitora o setor de energia.

 

A alta dos principais índices do mercado de ações dos EUA contribuía para fortalecer o petróleo, assim como os receios dos investidores com os potenciais impactos do furacão Earl sobre a demanda por petróleo na costa leste dos EUA durante o feriado do Dia do Trabalho. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: ECONOMIApetróleomercadosNymex

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG