SÃO PAULO - SÃO PAULO - O fim do processo de capitalização da Petrobras volta para o centro das atenções, nesta sexta-feira. Ontem foi definido o preço de emissão dos ativos no âmbito da oferta primária e, hoje, começam a ser negociados os recibos de ações (ADRs) na Bolsa de Nova York. Os investidores locais que tomaram parte na oferta terão de esperar até segunda-feira para transacionar seus papéis.

SÃO PAULO - SÃO PAULO - O fim do processo de capitalização da Petrobras volta para o centro das atenções, nesta sexta-feira. Ontem foi definido o preço de emissão dos ativos no âmbito da oferta primária e, hoje, começam a ser negociados os recibos de ações (ADRs) na Bolsa de Nova York. Os investidores locais que tomaram parte na oferta terão de esperar até segunda-feira para transacionar seus papéis. As ações da oferta primária da Petrobras foram precificadas em R$ 29,65 por papel ordinário (ON) e R$ 26,30 por preferencial (PN). Os valores correspondem a descontos de 1,98% sobre o fechamento das ON (R$ 30,25) e de 1,87% sobre o das PN (R$ 26,80) no pregão de quinta-feira. No âmbito da oferta internacional, o preço de emissão das American Depositary Shares (ADS) foi fixado em US$ 34,49 por ADS representativo de ação ordinária e em US$ 30,59 por ADS de ação preferencial. A operação totaliza, até o momento, R$ 120,36 bilhões, com a emissão de 2.402.611.655 ações ordinárias e 1.867.808.535 preferenciais, já incluído um lote adicional de 119.834.060 ações ordinárias e 202.647.138 ações preferenciais. Ao contrário do esperado pelo mercado, a empresa não vendeu integralmente o lote adicional, de 20% do valor da oferta. O lote teria ficado em 8,57% da oferta. Conforme destacou o Valor, isso pode ser resultado de uma demanda não tão alta como se dizia ou, então, da decisão da empresa de não atender todo o mercado, a fim de estimular uma alta a partir de hoje. Ontem, impulsionado pela valorização dos papéis da Petrobras, o Ibovespa subiu 0,69%, para 68.794 pontos, na maior pontuação desde 26 de abril (68.871). O giro financeiro correspondeu ao total expressivo de R$ 9,17 bilhões. Na semana, o Ibovespa já acumula ganhos de 5,6%. Nesta manhã, o Ibovespa futuro sinalizava mais uma abertura positiva dos negócios, ao avançar 0,99%, para 69.875 pontos. Embora a Petrobras seja o destaque desta jornada, no mercado externo, os investidores analisam dados de vendas de novos imóveis e de encomendas de bens duráveis, nos Estados Unidos. No fim da tarde, o presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke, ainda tem discurso agendado. Hoje cedo, na Alemanha, o Instituto Ifo também revelou que a confiança dos empresários do país continua em tendência de elevação. O indicador que mede o clima de negócios no país avançou levemente de 106,7 pontos, em agosto, para 106,8 pontos, neste mês. Pela manhã, as bolsas europeias operavam em alta, na mesma trajetória dos índices futuros americanos. Na Ásia, os mercados fecharam o pregão sem direção comum. Enquanto, em Tóquio, o Nikkei 225 declinou 0,99%, em Hong Kong, o Hang Seng teve alta de 0,33% e, em Seul, o Kospi registrou valorização de 0,76%. Em Xangai, não houve operações, devido a feriado. De volta ao cenário corporativo brasileiro, o Conselho de Administração da Vale decidiu que a mineradora será listada também na Hong Kong Stock Exchange. A companhia informou ontem que as ações serão listadas em Hong Kong sob a forma de certificados de depósitos, os Hong Kong Depositary Receipts (HDRs), utilizando as ações hoje em circulação. A mineradora explicou que o processo de listagem das ações da Vale na bolsa de Hong Kong depende da aprovação dos órgãos de regulação do mercado de capitais pertinentes, "esperando-se que seja concluído até o final de 2010". Além disso, a diretoria executiva da Vale aprovou a proposta de pagamento da segunda parcela da remuneração mínima ao acionista, no valor total bruto de US$ 1,250 bilhão, e de remuneração adicional no valor total bruto de US$ 500 milhões, totalizando US$ 1,750 bilhão. A proposta será enviada para apreciação do conselho de administração da companhia na reunião de 14 de outubro. No setor de telecomunicações, o conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concedeu a anuência prévia que autoriza a compra da participação acionária da Portugal Telecom (PT) na Vivo pelo grupo Telefónica. E a Gerdau ainda fechou uma emissão de US$ 1,250 bilhão em bônus de 10 anos por meio de sua subsidiária Gerdau Trade Inc. Os papéis foram precificados com cupom de 5,75% ao ano, com pagamento semestral. (Beatriz Cutait | Valor) SÃO PAULO - O fim do processo de capitalização da Petrobras volta para o centro das atenções, nesta sexta-feira. Ontem foi definido o preço de emissão dos ativos no âmbito da oferta primária e, hoje, começam a ser negociados os recibos de ações (ADRs) na Bolsa de Nova York. Os investidores locais que tomaram parte na oferta terão de esperar até segunda-feira para transacionar seus papéis. As ações da oferta primária da Petrobras foram precificadas em R$ 29,65 por papel ordinário (ON) e R$ 26,30 por preferencial (PN). Os valores correspondem a descontos de 1,98% sobre o fechamento das ON (R$ 30,25) e de 1,87% sobre o das PN (R$ 26,80) no pregão de quinta-feira. No âmbito da oferta internacional, o preço de emissão das American Depositary Shares (ADS) foi fixado em US$ 34,49 por ADS representativo de ação ordinária e em US$ 30,59 por ADS de ação preferencial. A operação totaliza, até o momento, R$ 120,36 bilhões, com a emissão de 2.402.611.655 ações ordinárias e 1.867.808.535 preferenciais, já incluído um lote adicional de 119.834.060 ações ordinárias e 202.647.138 ações preferenciais. Ao contrário do esperado pelo mercado, a empresa não vendeu integralmente o lote adicional, de 20% do valor da oferta. O lote teria ficado em 8,57% da oferta. Conforme destacou o Valor, isso pode ser resultado de uma demanda não tão alta como se dizia ou, então, da decisão da empresa de não atender todo o mercado, a fim de estimular uma alta a partir de hoje. Ontem, impulsionado pela valorização dos papéis da Petrobras, o Ibovespa subiu 0,69%, para 68.794 pontos, na maior pontuação desde 26 de abril (68.871). O giro financeiro correspondeu ao total expressivo de R$ 9,17 bilhões. Na semana, o Ibovespa já acumula ganhos de 5,6%. Nesta manhã, o Ibovespa futuro sinalizava mais uma abertura positiva dos negócios, ao avançar 0,99%, para 69.875 pontos. Embora a Petrobras seja o destaque desta jornada, no mercado externo, os investidores analisam dados de vendas de novos imóveis e de encomendas de bens duráveis, nos Estados Unidos. No fim da tarde, o presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke, ainda tem discurso agendado. Hoje cedo, na Alemanha, o Instituto Ifo também revelou que a confiança dos empresários do país continua em tendência de elevação. O indicador que mede o clima de negócios no país avançou levemente de 106,7 pontos, em agosto, para 106,8 pontos, neste mês. Pela manhã, as bolsas europeias operavam em alta, na mesma trajetória dos índices futuros americanos. Na Ásia, os mercados fecharam o pregão sem direção comum. Enquanto, em Tóquio, o Nikkei 225 declinou 0,99%, em Hong Kong, o Hang Seng teve alta de 0,33% e, em Seul, o Kospi registrou valorização de 0,76%. Em Xangai, não houve operações, devido a feriado. De volta ao cenário corporativo brasileiro, o Conselho de Administração da Vale decidiu que a mineradora será listada também na Hong Kong Stock Exchange. A companhia informou ontem que as ações serão listadas em Hong Kong sob a forma de certificados de depósitos, os Hong Kong Depositary Receipts (HDRs), utilizando as ações hoje em circulação. A mineradora explicou que o processo de listagem das ações da Vale na bolsa de Hong Kong depende da aprovação dos órgãos de regulação do mercado de capitais pertinentes, "esperando-se que seja concluído até o final de 2010". Além disso, a diretoria executiva da Vale aprovou a proposta de pagamento da segunda parcela da remuneração mínima ao acionista, no valor total bruto de US$ 1,250 bilhão, e de remuneração adicional no valor total bruto de US$ 500 milhões, totalizando US$ 1,750 bilhão. A proposta será enviada para apreciação do conselho de administração da companhia na reunião de 14 de outubro. No setor de telecomunicações, o conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concedeu a anuência prévia que autoriza a compra da participação acionária da Portugal Telecom (PT) na Vivo pelo grupo Telefónica. E a Gerdau ainda fechou uma emissão de US$ 1,250 bilhão em bônus de 10 anos por meio de sua subsidiária Gerdau Trade Inc. Os papéis foram precificados com cupom de 5,75% ao ano, com pagamento semestral. (Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.