Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Papéis da Petrobras sobem mais de 1%, mas Bovespa segue sem força

SÃO PAULO - Embora tenha testado uma inversão de rumo no pregão, o mercado acionário brasileiro segue sem força no início desta tarde. Apesar da valorização dos papéis da Petrobras, o desempenho fraco do mercado externo contém o ânimo dos investidores.

Valor Online |

Por volta das 12h40, o Ibovespa subia apenas 0,06%, a 69.271 pontos. O giro financeiro estava em R$ 2,464 bilhões. Em Wall Street, no mesmo horário, o índice Dow Jones tinha desvalorização de 0,18% e o S&P 500 cedia 0,20% e o Nasdaq recuava 0,12%. O analista Henrique Kleine, da Magliano Corretora, assinala que os investidores aproveitaram a ausência de indicadores econômicos para embolsar uma parte dos ganhos do mês, neste pregão. Até ontem, o Ibovespa acumulava valorização superior a 6% em setembro. Na Europa, entretanto, as preocupações com as dívidas soberanas de determinados países voltam a pesar sobre os mercados, em um dia marcado por diversos protestos contra os planos dos governos para equilibrar suas finanças. No Brasil, entre as chamadas "blue chips", os papéis ON da Petrobras subiam, há pouco, 1,23%, a R$ 30,45, com giro de R$ 130,8 milhões, enquanto as ações PN tinham valorização de 1,31%, a R$ 27,05, com volume negociado de R$ 433,6 milhões. Vale lembrar que hoje ocorre a liquidação financeira da megaoferta de ações da estatal. Além disso, os papéis PNA da Vale subiam 0,08%, a R$ 45,94, com total movimentado de R$ 399,6 milhões. O setor financeiro também contém uma queda mais forte do Ibovespa, com destaque para o desempenho das ações Itaú Unibanco PN (0,64%, a R$ 39,30) e Bradesco PN (1,07%, a R$ 33,04). As principais altas do Ibovespa ainda partiam das ações ON da CCR Rodovias (2,41%, a R$ 43,68), ON da Redecard (1,75%, a R$ 26,64) e PNA da Braskem (1,51%, a R$ 16,75). Na direção contrária, as maiores quedas do índice estavam com os papéis Eletropaulo PNB (-1,91%, a R$ 30,18), Brasil Ecodiesel ON (-2,02%, a R$ 0,97) e Marfrig ON (-2,37%, a R$ 17,23). Fluxo estrangeiro Ainda no mercado brasileiro, o fluxo direto estrangeiro na Bovespa estava positivo em R$ 1,065 bilhão no acumulado do mês, até o dia 27, resultado de compras no valor de R$ 35,282 bilhões e de vendas de R$ 34,217 bilhões. Apenas na segunda-feira, quando o Ibovespa subiu 0,91%, o estrangeiro colocou R$ 318,2 milhões no mercado. No ano, o resultado da atuação do investidor internacional na bolsa brasileira está positivo em R$ 1,03 bilhão. (Beatriz Cutait | Valor)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG