Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

NY abre em queda com corte de emprego

Principais índices das bolsas de Nova York abriram em queda após um inesperado corte no número de vagas no no setor privado

Agência Estado |

Os principais índices das Bolsas de Nova York abriram em queda nesta quarta-feira, após um inesperado corte no número de vagas no setor privado dos EUA em março. Segundo a pesquisa da Automatic Data Processing/Macroeconomic Advisers (ADP/MA), houve corte de 23 mil vagas de emprego no setor privado em março.

O dado veio bem pior que o previsto pelos economistas, que esperavam aumento de 50 mil postos de trabalho. O dado é observado pelo mercado como antecedente do payroll do governo dos EUA, que abrange também os números sobre o emprego no setor público e será anunciado nesta sexta-feira. O mercado aguarda agora a divulgação do índice de atividade dos gerentes de compras de Chicago, às 10h45, e as encomendas à indústria dos EUA, às 11 horas. Os horários são de Brasília.

Entre as companhias em destaque hoje está Honeywell International, que elevou ontem sua perspectiva para o primeiro trimestre deste ano, citando encomendas e vendas mais fortes, além de controle de custos. Com relação a atividades de fusão e aquisição, a mineradora de carvão australiana Macarthur Coal rejeitou uma oferta de compra de US$ 3 bilhões feita pela norte-americana Peabody Energy.

As empresas do setor de petróleo, que opera acima de US$ 83 por barril na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), também devem atrair as atenções hoje em seguida a relatos de que o presidente dos EUA, Barack Obama, vai propor permitir a exploração e o desenvolvimento de petróleo e gás natural em uma grande área do Golfo do México. O governo planeja anunciar as novas medidas hoje. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: BolsasMercado americano

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG