Estabilidade financeira da Europa e a lenta recuperação norte-americana seguem no foco dos investidores

As bolsas de valores da Ásia avançaram nesta quinta-feira com o iene se mantendo abaixo do pico em 15 anos contra o dólar depois de um pequeno rali em Wall Street motivado por leilões de bônus europeus bem sucedidos.

As duas principais questões para os investidores, a estabilidade financeira da Europa e a lenta recuperação norte-americana, evitaram maiores buscas por ações mais abatidas e a compra de risco em patamar mínimo.

Com poucos relatórios econômicos importantes na agenda, operadores vão provavelmente se concentrar em indicadores gráficos pelo restante do dia.

Enquanto isso, a alta de 11% do iene este ano tem depreciado ações japonesas e os negócios têm sido relativamente os mais baratos desde dezembro de 2008.

Com a incerteza sobre quanto mais o iene poderá subir, investidores se mostram cautelosos com a recomposição de suas carteiras no Japão.

"As preocupações sobre a Europa aliviaram um pouco após o leilão de bônus em Portugal e isso disparou cobertura de posições curtas no mercado, o que foi atingido duramente pelo avanço do iene contra o dólar e o euro ontem", disse Tsuyoshi Segawa, estrategista do Mizuho Securities.

"Mas os operadores do mercado ainda não esqueceram os problemas de dívida soberana da Europa e isso é algo que não vai melhorar imediatamente", acrescentou.

A bolsa de TÓQUIO encerrou em alta de 0,8 por cento, mas ainda acumula queda de 3 por cento para o trimestre, sendo a detentora da terceira pior performance da Ásia este ano.

"Preços relativamente baixos podem disparar algumas compras ocasionais, mas não vemos o mercado deixando a espiral de queda até que os indicadores parem de se deteriorar", disse a TrimTabs Investment Research, em relatório.

O índice MSCI que reúne bolsas de valores da Ásia-Pacífico com exceção do Japão operava em alta de 0,8 por cento às 7h32 (horário de Brasília), a 420,84 pontos.

A bolsa de XANGAI encerrou em baixa de 1,44 por cento, depois de uma repentina queda nos futuros de commodities que gerou realização de lucros antes de dados econômicos que serão divulgados nos próximos dias.

O mercado em SYDNEY se valorizou em 0,99 por cento, para 4.582 pontos. SEUL teve alta de 0,29 por cento, HONG KONG subiu 0,37 por cento e TAIWAN recuou ligeiros 0,2 por cento. CINGAPURA teve ganho de 0,36 por cento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.