SÃO PAULO - O mercado acionário brasileiro prossegue com sua trajetória negativa no início desta tarde, apesar da instabilidade de Wall Street. O Ibovespa ensaiou uma recuperação no início dos negócios, quando era vista uma expressiva valorização dos papéis da Petrobras, mas o movimento durou pouco. Por volta das 12h45, o índice recuava 0,80%, aos 66.538 pontos.

O giro financeiro estava em R$ 2,4 bilhões. No mercado americano, minutos atrás, o índice Dow Jones subia 0,02%, o S & P 500 avançava 0,44% e o Nasdaq tinha valorização de 0,65%. O operador da Um Investimentos, Eduardo Oliveira, assinala que o mercado brasileiro passa por um momento de correção, dada a a alta de 4,4% acumulada nos dois últimos pregões. "O mercado hoje está devolvendo uma boa parte dos ganhos e está à espera dos números do 'payroll' de amanhã. Como os dados da ADP vieram ruins, os investidores estão esperando um resultado negativo na sexta-feira", observou. A ADP, empresa que processa folhas de pagamento e responsável pelo levantamento, revelou ontem que o setor privado americano eliminou 10 mil empregos de julho para agosto, considerando ajuste sazonal. No front corporativo, as atenções recaem naturalmente sobre a Petrobras, já que a empresa revelou que o preço médio do barril de petróleo na cessão onerosa ficou em US$ 8,51. Está sendo considerada a produção de seis áreas de exploração - Franco, Iara, Florim, Tupi Nordeste, Guará Leste e Tupi Sul. A cessão onerosa de 4,99 bilhões de barris totalizará US$ 42,533 bilhões. Embora tenha sido mais alto que o desejado pela estatal e pelos acionistas minoritários, o preço estipulado para o barril não surpreendeu. De toda forma, o mercado ainda está na expectativa do detalhamento da oferta global de ações, que será publicado amanhã pela Petrobras. As ações PN da Petrobras já subiram mais de 4% nesta manhã, mas reduziram os ganhos ao longo das operações. Instantes atrás, os papéis avançavam 1,22%, a R$ 27,36, e giravam R$ 460,6 milhões. Já as ações ON da estatal perdiam 1,40%, a R$ 30,81, com volume negociado de R$ 131,4 milhões. Na avaliação do operador da Um Investimentos, as ações devem encerrar os negócios em baixa, diante da pressão exercida sobre a oferta pública. Há pouco, entre as pouca altas do Ibovespa, destaque para Fibria ON (2,29%, a R$ 29,39), Embraer ON (0,35%, a R$ 11,40) e Cteep PN (0,24%, a R$ 49,27). Na trajetória oposta, as maiores baixas do índice partiam de OGX Petróleo ON (-2,38%, a R$ 20,50), Pão de Açúcar PNA (-2,65%, a R$ 61,33) e Cemig PN (-2,82%, a R$ 27,89). Entre os principais giros do dia, além de Petrobras, figuravam os papéis PNA da Vale (-1,61%, a R$ 42,60), com giro de R$ 265 milhões, e Bradesco ON (-2,02%, a R$ 24,70), com total movimentado de R$ 137,3 milhões. (Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.