Exceção foi Hong Kong, onde investidores ainda mostram preocupação com a recuperação da economia global

A maioria dos mercados da Ásia fechou em alta nesta sexta-feira, interrompendo uma sequência de queda dos últimos três pregões. Além da buscas de ofertas de ocasião, balanços de empresas da região incentivaram a compra de ações. No entanto, a bolsa de Hong Kong fechou na contramão das demais, influenciada pelos resultados negativos em Wall Street. 

O índice Hang Seng caiu 34,14 pontos, ou 0,2%, e terminou aos 21.071,57 pontos - na semana, o índice teve queda de 2,8%. 

As bolsas da China se recuperaram com as expectativas dos investidores de que Pequim não irá lançar medidas adicionais de aperto no setor imobiliário no curto prazo. O índice Xangai Composto ganhou 1,2% e encerrou aos 2.606,70 pontos - na semana, contudo, acumulou perda de 1,9%. O índice Shenzhen Composto subiu 1,8% e terminou aos 1.102,80 pontos. 

Pela quarta sessão seguida, o yuan se desvalorizou em relação ao dólar, após o Banco Central chinês fixar a taxa de paridade central dólar-yuan em seu maior nível em sete semanas. Foi a maior baixa em seis semanas. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,7957 yuans, de 6,7851 yuans do fechamento de quinta-feira. 

Já a Bolsa de Taipé, em Taiwan, foi influenciada pelos caçadores de ofertas nos setores mecânico, de construção e petroquímico. O índice Taiwan Weighted subiu 0,8% e fechou aos 7.891,58 pontos. Entre as ações mais negociadas, Wintek e Chunghwa Picture Tubes dispararam 6,9%. A fabricante de cabos Walsin Lihwa ganhou 6,8%. 

Na Coreia do Sul, o setor de tecnologia liderou a alta de 1,4% no índice Kospi da Bolsa de Seul, que fechou aos 1.746,24 pontos, após três dias consecutivos de perdas. 

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney ganhou 1,3% e terminou aos 4.459,6 pontos. 

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, assim como o mercado de Hong Kong, foi influenciada pelas perdas de quinta-feira em Wall Street. O índice PSE recuou 0,4% e encerrou aos 3.469,52 pontos. 

A Bolsa de Cingapura terminou em alta por conta de procuras por papeis mais baratos e devido ao positivo resultado do mercado de futuros nos EUA. O índice Straits Times subiu 0,4% e fechou aos 2.939,97 pontos. 

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, ganhou 0,9% e fechou aos 3.053,01 pontos, com compras por investidores estrangeiros de papeis de empresas de produtos de consumo e de telecomunicações. 

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,8% e fechou aos 1360,15 pontos, impulsionada pelos ganhos nos mercados regionais e procuras por barganhas. As informações são da Dow Jones

(Com AE e Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.