Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Lucro da Caixa salta 72% no trimestre

Instituição obteve lucro de R$ 777 milhões de janeiro a março; carteira de crédito aumentou mais de 50% na comparação com 2009

Nelson Rocco, iG São Paulo |

A Caixa Econômica Federal fechou o primeiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 777,5 milhões, com um salto de 72,1% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo comunicado da instituição financeira estatal. O patrimônio líquido atingiu R$ 13,7 bilhões ao final de março e o retorno sobre o patrimônio líquido médio foi de 25,2%, o que representa um aumento de 10,4 pontos percentuais em comparação ao primeiro trimestre do ano passado.


De acordo com o texto, a Caixa manteve, no primeiro trimestre, o ritmo de aumento nas operações de crédito. “O saldo apresentou evolução de 8,2% em relação a dezembro do ano passado, ante os 2,6% apresentados pelo Sistema Financeiro Nacional em igual período, e 50,9% em comparação a março de 2009, frente aos 16,8% de todo o SFN. O destaque é da carteira imobiliária, que avançou 10,3% nos três primeiros meses do ano.”


O Índice de Basileia, medida da capacidade de conceder crédito, fechou o trimestre em 18,1%, superior aos 11% mínimos exigidos pelo Banco Central do Brasil. No crédito imobiliário, houve contratações da ordem de R$ 14,5 bilhões, incluindo repasses, “mais do que o dobro do valor registrado no mesmo período do ano passado, valor que já atingiu R$ 22,72 bilhões no último dia 10 de maio”, informa o comunicado.


O saldo da carteira habitacional alcançou R$ 77,8 bilhões, 58,2% superior ao de março de 2009, informa a Caixa. O destaque do financiamento imobiliário são as contratações com recursos da caderneta de poupança (SBPE), que atingiram R$ 7 bilhões no trimestre, alta de 82,4%. Com isso, o saldo dessas contratações alcançou R$ 38,8 bilhões, acréscimo de 90% frente ao mesmo período do ano anterior.
Ao final de março, a Caixa tinha R$ 364,3 bilhões em ativos, crescimento de 16,6% comparado ao primeiro trimestre de 2009. Além dos recursos próprios, a empresa é responsável pela administração de mais de R$ 400 bilhões, destacando-se R$ 241,7 bilhões referentes ao FGTS e R$ 109,6 bilhões em fundos de investimento.


A inadimplência com atraso superior a 90 dias nas operações comerciais recuou de 3,8%, em março de 2009, para 3,2% ao final do primeiro trimestre de 2010, afirma o texto. Do total dessa carteira, 84,3% estão classificados com nível de risco entre AA e B, evolução de 5,6 pontos percentuais em relação a março de 2009.


A Caixa ampliou a base de clientes, somando 50,3 milhões, entre correntistas e poupadores de todas as faixas de renda, crescimento de 5,3% comparado ao primeiro trimestre do ano passado.
 

Leia tudo sobre: Caixacréditolucro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG