Tamanho do texto

Entre os dias 27 de abril e 3 de maio, juros subiram em seis dos sete grandes bancos que enviaram informações ao Banco Central

O consumidor que resolveu procurar crédito entre os dias 27 de abril e 3 de maio para comprar um veículo encontrou os juros mais altos em seis dos sete grandes bancos que divulgaram as taxas de juros para o Banco Central. O único que manteve a mesma taxa na comparação com a semana anterior foi o Santander.

Para a aquisição de bens, os juros subiram em cinco dos sete bancos analisados. Apenas o Bradesco diminuiu o custo do empréstimo nessa modalidade e o Banco do Brasil manteve a taxa. No caso do crédito pessoal, houve queda de juros em seis instituições financeiras, sendo BMG, Votorantim e Safra elevaram as taxas. E no cheque especial, alta de juros em cinco bancos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.