Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Itaúsa pagará US$ 903 milhões por ações do BofA

Bank of America vai vender ações ordinárias do Itaú Unibanco. Com isso, fatia da Itaúsa no banco brasileiro sobe a 36,6%

EFE |

O grupo de Investimentos Itaú S.A. (Itaúsa) anunciou hoje que pagará US$ 903,6 milhões pelas ações ordinárias do Itaú Unibanco nas mãos do Bank of América (BofA). O grupo informou em um comunicado enviado à Bolsa de Valores de São Paulo que a aquisição lhe permitirá elevar sua participação no Itaú-Unibanco dos atuais 35,43% para 36,68%.

O negócio coloca o Itaúsa como o segundo maior acionista do Itaú-Unibanco, que é controlado (51% das ações ordinárias) pelo Itaú Unibanco Participações (Iupar), o grupo resultante da fusão há dois anos dos controladores dos bancos Itaú e Unibanco. A negociação inclui os 56,5 milhões de ações ordinárias que o Bank of América tem do Itaú-Unibanco, considerado o maior banco privado da América Latina e que representam cerca de 2,47% do capital votante da instituição.

O acordo de venda foi divulgado no dia 18 de maio, mas o valor final das ações só foi anunciado hoje, depois que uma oferta secundária permitiu estabelecer o preço das American Depositary Share (ADS) que o Bank of América tem do Itaú-Unibanco. O BofA, que ainda possui 8,26% das ações preferenciais (sem direito a voto) do Itaú-Unibanco, se tornou acionista do maior banco privado brasileiro em maio de 2006, quando obteve ações do Itaú em troca das operações que o BankBoston tinha no Brasil, sob seu controle.

A venda das ações do Itaú-Unibanco foi outra das ferramentas adotadas pelo Bank of América para superar os problemas que enfrenta desde 2008 devido à crise financeira e que obrigou o Governo dos Estados Unidos a lhe fazer um empréstimo milionário. O Bank of América também pôs à venda 8,4% das ações preferenciais do banco brasileiro, mas a negociação ainda depende de uma oferta secundária da ADS na Bolsa de Nova York.

Para financiar parte da aquisição, o Itaúsa fez uma emissão de bônus simples no valor de RS$ 1,4 bilhão. No primeiro trimestre do ano o Itaú-Unibanco obteve um lucro líquido de RS$ 3,234 bilhões, o maior já obtido no período por uma entidade bancária privada no Brasil. Segundo seu último balanço, os ativos totais do banco chegaram no final de março a RS$ 634,663 bilhões, com um crescimento de 1,6% frente ao mesmo mês do ano passado.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG