SÃO PAULO - As bolsas europeias registraram novas baixas nesta sexta-feira, novamente sob efeito das preocupações sobre o ritmo de recuperação da economia mundial. Em Londres, o FTSE 100 perdeu 0,31%, para 5.195 pontos; em Paris, o CAC 40 caiu 1,30%, para 3.

526 pontos; e em Frankfurt, o DAX fechou aos 6.005 pontos, com baixa de 1,15%. Ainda sob os efeitos do aumento inesperado nos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos, divulgado ontem, os investidores receberam hoje a notícia de que a França reduziu sua projeção de crescimento econômico para 2011, de 2,5% para 2%. Segundo o governo francês, em 2010 o Produto Interno Bruto (PIB) deve "alcançar ou exceder" a meta de 1,4%. O presidente Nicolas Sarkozy disse que a redução do déficit público é prioridade e afirmou também que não vai aumentar impostos. No campo corporativo, destaque para a oferta hostil da sul-coreana Knoc pela britânica Dana, no valor de 1,87 bilhão de libras. A empresa resolveu levar a proposta diretamente aos acionistas depois que o conselho da Dana refutou a aproximação. A Knoc disse ter suporte de 49% dos investidores da Dana e acredita que a operação vai contribuir para impulsionar suas reservas de petróleo. As ações da petroleira britânica avançaram 6%. Os papéis da BHP Billiton subiram 0,6% enquanto os papéis da Potash fecharam de lado depois que produtora canadense de fertilizantes informou que seu conselho de diretores vai rever a oferta hostil de US$ 38,5 bilhões feita pela anglo-australiana. A Potash aconselhou seus acionistas a não agir com relação à oferta da gigante de mineração australiana até o processo de revisão estar completo. (Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.