Tamanho do texto

A confirmação de dados robustos sobre o comércio exterior na China também deu impulso ao mercado

O principal índice das ações europeias subiu pelo segundo dia seguido nesta quinta-feira, com alta das ações de mineradoras após o governo australiano esfriar planos de aumentar impostos e de papéis de bancos depois de um leilão de bônus na Espanha com forte demanda.

A confirmação de dados robustos sobre o comércio exterior na China também deu impulso ao mercado. O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,49%, para 1.013 pontos. O banco Santander teve alta de 5,2% e o BBVA avançou 5,1%. "Talvez haja uma saída de ativos mais seguros, com o dólar e o ouro em queda, e um novo mergulho no risco", disse Joshua Raymond, estrategista do City Index, em Londres.

O governo da Austrália deve anunciar em breve mudanças importantes em um polêmico imposto sobre mineração, publicou um jornal nesta quinta-feira. A informação impulsionou ações do setor negociadas em Londres.

Anglo American, BHP Billiton e Rio Tinto tiveram alta entre 3,2% e 3,7%.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,92%, a 5.132 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 1,2%, para 6.056 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve alta de 2,03%, a 3.516 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em alta de 2,53%, a 19.391 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 3,72 por cento, aos 9.198 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve ganho de 2,66%, a 7.088 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.