Tamanho do texto

Pouco antes da 12h40, o Ibovespa subia apenas 0,04% e marcava 71.720 pontos

Após a sinalização positiva para o início do dia, com o Ibovespa no maior patamar de 2010, o mercado acionário brasileiro começou a oscilar nos negócios e agora opera próximo da estabilidade. De um lado, dados de atividade americana, como as vendas varejistas, foram bem avaliados no país. Da outra parte, entretanto, a queda da confiança dos consumidores em outubro, segundo leitura preliminar da Universidade de Michigan, decepcionou.

No mercado brasileiro, pouco antes da 12h40, o Ibovespa subia apenas 0,04% e marcava 71.720 pontos. O índice atingiu 72.139 pontos na máxima do dia, o maior patamar desde 30 de maio de 2008 (72.592). O volume financeiro negociado estava em torno de R$ 2,26 bilhões.

Em Wall Street, no mesmo horário, o índice Dow Jones declinava 0,09%, o S&P 500 se valorizava em 0,29% e o Nasdaq avançava 1,15%. O analista da Leme Investimentos, João Pedro Brugger, assinala que o mercado brasileiro ensaia uma recuperação, dada a alta vista desde sexta-feira passada. "O mercado esteve bem, principalmente de olho na economia doméstica, com um bom desempenho de construtoras, empresas de consumo e dos próprios bancos. Esse movimento mostra que o investidor continua posicionado em empresas no Brasil, em detrimento das companhias de commodities, com exceção da Vale", comentou. Segundo ele, o aguardado discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, Ben Bernanke, apenas reforçou as mensagens já divulgadas. Bernanke ressaltou nesta sexta-feira que o Fed está preparado para agir com o fim de reavivar a economia por meio da compra de títulos do Tesouro, mas que ainda está sendo discutido o tamanho que o programa deve ter. "Os últimos discursos de Bernanke têm sido repetitivos. Apesar de o Fed dizer que vai adotar novas medidas, ele ainda deve aguardar sinais um pouco mais claros de que a economia precisa de estímulos", ressaltou. Brugger avalia que a tendência segue positiva para o Ibovespa até o fim do ano e acredita que o índice tem espaço para buscar os 75 mil pontos. No mercado corporativo, nesta pregão que antecede o vencimento de opções sobre ações, as ações PN da Petrobras operavam estáveis, a R$ 26,44, e giravam R$ 297,8 milhões; Vale PNA se apreciava em 0,21%, a R$ 47,64, com total negociado de R$ 256,9 milhões; e Petrobras ON recuava 1,27%, a R$ 28,73, com volume de R$ 134,8 milhões. As maiores altas do Ibovespa estavam com as ações Brasil Ecodiesel ON (3,09%, a R$ 1,00), Cemig PN (2,87%, a R$ 29,31) e Eletrobras PNB (2,67%, a R$ 29,99). Já no campo positivo, os destaques partiam dos papéis Ultrapar PN (-1,67%, a R$ 105,01), MRV ON (-2,13%, a R$ 17,91) e TAM PN (-2,60%, a R$ 40,77). (Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.