Tamanho do texto

Depois de subir na abertura, o Ibovespa passou a operar em baixa ainda pela manhã. O dólar fechou em queda, a R$ 1,759

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) iniciou os negócios desta segunda-feira em ligeira alta de 0,06%, mas virou ainda durante a manhã. O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em queda de 1,12%, aos 70.614 pontos. Na sexta-feira, o índice recuou 0,5%.

A queda apresentada pelas blue chips, com destaque para os papéis da Petrobras, levou a Bolsa a acentuar as as perdas na segunda etapa do pregão desta segunda-feira. Petrobras PN fechou em baixa de 2,55% e Vale PNA caiu 0,57%.

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, afirmou hoje que os prazos para a realização da capitalização da companhia com a cessão onerosa de 5 bilhões de barris de óleo e gás estão ficando mais apertados. Apesar da ressalva, Gabrielli confirmou que a empresa continua trabalhando com a hipótese de realizar a operação ainda no primeiro semestre deste ano. "Se não houver a cessão onerosa, vamos ver como a capitalização será feita, porque ela é indispensável", afirmou.

A semana terá vários indicadores importantes, como Produto Interno Bruto (PIB) da China, na quarta-feira, produção industrial dos EUA e da Europa e confiança do consumidor norte-americano, entre outros. Na opinião do economista André Perfeito, da Gradual Investimentos, "a semana será forte para cima". Segundo ele, a expectativa é que os números sejam positivos.

Na agenda desta segunda-feira, o Boletim Focus mostrou que os agentes consultados pelo Banco Central (BC) esperam que a inflação medida pelo IPCA tenha alta de 5,29% neste ano. Para a Selic , a expectativa é de que a taxa encerre 2010 e 2011 a 11,25%.

No cenário corporativo interno, a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações da OSX Brasil, empresa de serviços para a indústria de petróleo controlada pelo empresário Eike Batista, teve adesão majoritária de estrangeiros. A oferta movimentou R$ 2,450 bilhões de acordo com o anúncio de encerramento, ao preço de R$ 800 por ação.

No exterior, apesar da ajuda a Grécia, o clima é morno nesta segunda. No domingo, ministros de finanças da zona do euro anunciaram um pacote de auxílio ao governo grego de 30 bilhões de euros  para um prazo de 3 anos. O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse que emprestará cerca de 15 bilhões de euros.

Na Ásia , as bolsas fecharam sem rumo definido nesta segunda-feira, com as quedas na China e Coreia do Sul derrubando o principal índice da região. As praças que subiram foram animadas pela notícia de que a zona do euro chegou a um acordo, no domingo, para disponibilizar um pacote de ajuda à Grécia. O índice MSCI que acompanha as bolsas da região da Ásia Pacífico exceto Japão tinha queda de 0,26%, para 436 pontos, depois de chegar a subir 0,6% durante a sessão.

Nesta segunda-feira, a China anunciou um déficit de balança comercial de US$ 7,24 bilhões em março, muito acima do esperado. Esse é o primeiro saldo negativo em seis anos, mas deve ser temporário.

Os índices futuros americanos operavam sem uma única direção, enquanto, na Europa, as principais bolsas registram queda.

Dólar

O dólar comercial fechou em queda de 0,79%, a R$ 1,759 na venda. Na sexta-feira passada, o dólar recuou 0,22%, a R$ 1,773 na venda. Na semana, entretanto, a moeda acumulou alta de 0,23%.

(Com agências)

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.