Ações preferenciais da Petrobras caíram mais de 2% e ficaram entre as maiores perdas do índice

selo

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 0,69% nesta terça-feira, em que os investidores estiveram de olho na reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). Além disso, a oferta pública de ações da Petrobras - cujo preço será definido está semana - também influencia os negócios. As ações da estatal ficaram entre as quatro maiores perdas do dia.

O índice Bovespa (Ibovespa) chegou a superar os 68 mil pontos após o Fed manter os juros dos EUA e afirmar que continua pronto para fornecer estímulos adicionais à recuperação econômica. No entanto, acentuou a queda no final dos negócios e fechou aos 67.719 pontos. Na segunda-feira, o Ibovespa havia subido 1,64%, para 68.190.

Os papéis preferenciais da Petrobras foram responsáveis por cerca de 14% dos negócios e cairam 2,40%, para R$ 26,45. Enquanto isso, as ações ordinárias fecharam em baixa de 3,25%, segunda maior baixa do índice.

No Brasil, a terça-feira marca a véspera do término do prazo para os pedidos de reserva de ações da Petrobras. Especialistas não descartam mais volatilidade em cima dos papéis.

O fato de a empresa ter ampliado o lote adicional de ações, na semana passada, após o período de preferência dos atuais acionistas, alimentou o apetite dos demais investidores, que seguem lançando ordens para reservar as ações no âmbito da capitalização da companhia.

Segundo fontes, a maior quantidade de papéis oferecida ao mercado mostrou que a demanda na etapa prioritária foi boa e, agora, é grande a procura pelos investidores institucionais e do varejo. Para os especialistas, dependendo da quantidade de papéis pretendida, os investidores poderão ter que reservar um lote maior para não levar menos no rateio. Na próxima quinta-feira será definido o preço por ação para a operação.

Dólar

No mercado cambial, o dólar seguiu o movimento do mercado global após a reunião do Federal Reserve e fechou em queda, aumentando a atenção dos agentes para a ação do governo no câmbio. A moeda norte-americana caiu 0,58%, a R$ 1,718, após começar o dia em leve alta.

(Com Reuters)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.